Realizar trabalhos de arte a base das experiências existenciais, como transpor as imensidões dolorosas das noites urinadas. Fingir figuras concebidas do desejo e da amargura. Instigações obscurecidas pela lua. Não acredito na pintura agradável. Há algum tempo meu trabalho é como um lugar em que não se pode viver. Uma pintura inóspita e ao mesmo tempo infectada de frinchas para deixar passar as forças e os ratos. Cada vez mais ermo, vou minando a mesma terra carregada de rastros e indícios ásperos dentro de mim, para que as imagens sejam vislumbradas não apenas como um invólucro remoto de tristezas, mas também como excrementos de nosso tempo. Voltar a ser criança ou para um hospital psiquiátrico, tanto faz se meu estômago dói. Ainda não matem os porcos. A pintura precisa estar escarpada no ponto mais afastado desse curral sinistro.

Nelson Magalhães Filho

quinta-feira, 18 de dezembro de 2008

CORAÇÃO DESERTO



Companhia dos Anjos Baldios apresenta
Carlos Osvaldo Ferreira ( o Badinho) em
CORAÇÃO DESERTO
Um vídeo de Luciano Fraga e Nelson Magalhães Filho
Um homem em crise passa uma noite embaixo de uma ponte esperando um trem para seus sonhos.
Baseado no poema de Luciano Fraga
Música original e interpretação: Marcão
Duração: 4:55 min
Cruz das Almas, Ba. - 2006
Direção e imagens: Nelson Magalhães Filho

3 comentários:

Marcia Barbieri disse...

Adorei. Fiquei sem palavras!!!!Música perfeita,interpretação perfeita e direção perfeita.Aliás,juntar a sua arte e a de Luciano Fraga já é covardia! Você alegrou,entristeceu minha madrugada. Cães rabugentos a solta...

beijos ternos

bat_trash disse...

Cão danado a ladrar na noite escura porque a vida é escusa.
Demais a parceria de Luciano Fraga e Nelson..
Vcs são muito bons!

Beijos.

Luciano Fraga disse...

Porra Buenas, me pegou de surpresa, grande noite,arrepiante, faremos outra em breve, você sabe...Abraço.